Invasão Secreta é uma minissérie de 7 edições, mas se expandiu em todas as linhas das revista da Marvel no ano de 2008, que sucedeu a Guerra Civil I, de 2007. Com roteiro de Brian Michael Bendis e arte de Leinil Francis Yu, a saga conta com a história que os Skrulls vivem a anos na Terra disfarçados de humanos (pois são alienígenas transmorfos), tanto comuns, quando autoridades públicas e até super-heróis. A explicação para o porquê deles não terem conseguido ainda dominar a Terra é que eles só podem mudar de forma, mais nada. Poderes são artificiais. O único que tem poderes é o Super-Skrull, que possui os poderes do Quarteto Fantástico combinados. Então, não é fácil enganar os heróis, pois com tecnologia, ou os poderes do Wolverine, por exemplo, que pode sentir o cheiro verdadeiro deles, ou o próprio Professor Xavier que pode ler as mentes, etc, não tem como enganar os super-heróis da Terra, nem a SHIELD. Mas com tecnologia, depois de muitos anos, conseguem um jeito de enganar todos e aos poucos se infiltraram na comunidade super-heroica e também nas esferas do poder público e privado.

Como confiar uns nos outros sem certeza que não é Skrull

Com o slogan “Você não pode confiar em ninguém”, Bendis contou uma história que predominava a desconfiança de todos sobre tudo. Um clima de paranoia que ainda vigara hoje nos EUA deste o 11 de setembro. Como confiar em alguém se você não sabe se a pessoa ao seu lado é quem diz ser? Essa minissérie foi mais um sucesso de público e crítica e é uma saga que os fãs esperam que chegue ao MCU em breve.

Mas analisando a série em ser levada ao cinema, ela não deve ser usada como sendo um final, como foi a saga de Thanos, que foi a maior ameaça do universo. Esse papel, para mim, tem que ficar com Galactus, agora que o Devorador de Mundos voltou para a Marvel. Mas em relação a saga da Invasão, vamos ver como poderia ser usada.

Capitã descobriu que os Skrulls não são somente os vilões conhecidos das HQs

Começamos com o filme da Capitã Marvel. Ele introduziu os Skrulls no MCU, mostrando que eles já estavam infiltrados, até mesmo na ainda nova SHIELD (embora somente em 2008 usaria esse nome, no filme do Homem de Ferro), nos anos de 1995. O filme não explica a quanto tempo, mas podemos supor que os alienígenas verdes podem estar a muito mais tempo. Mas diferente das histórias em quadrinhos, no filme da Capitã, Talos, o líder de um grupo Skrull (ele estava disfarçado como um alto funcionário da SHIELD), embora admitindo que já fez muita coisa horrível, estava apenas tentando salvar seus entes queridos, pois estavam sendo casados pelos Krees, que praticamente destruíram seu mundo e querem erradicar sua raça.

Aqui é que está a grande sacada do filme. Subvertendo a história dos Skrulls dos quadrinhos, os roteirista do MCU acrescentaram mais camadas aos aliens. Nos quadrinhos, transformar uma raça inteira em vilã pode ser boa ideia, ainda mais se você notar que os Skrulls foram criados nos anos 60. Mas nos dias atuais, além de não funcionar muito bem, cria uma aura de que uma raça inteira merece ser erradicada. Ao mostrar que há Skrulls bons, nos dá um olhar mais tridimensional aos personagens, sem maniqueísmo ou preconceitos. Eles se tornam mais como nós humanos, pois temos muita gente boa, mas temos pessoas que podem ser consideradas monstros. Ao colocar os Skrulls como vítimas, eles se tornam mais realistas.

Talos não é santo, mas a unica missão dela na Terra é salvar sua família e mais Skrulls que puder.

A história da Capitã no cinema aproveitou o pano de fundo de uma saga dos anos 70 dos Vingadores, que é considerada cult, a Guerra Kree-Skrull. Nesta saga, as duas raças combatem entre si, com intenção de erradicar uma a outra. Mas os Vingadores são ajudados pelo herói Kree, Capitão Marvel (nos quadrinhos Carol Danvers se tornou heroína depois que Marvel usou o próprio corpo para proteger Carol de um raio Kree, que acabou dando poderes iguais aos seus para ela). Mar-Vell, o nome Kree do herói, estreou na Marvel em 1967, como um cientista que vem vigiar a Terra e acaba se voltando contra sua raça para ajudar os humanos. No universo Marvel, a Terra está em uma posição estratégica indispensável na guerra milenar entre os Krees e Skrulls, fazendo as duas raças quererem a invasão. Ao fazer o Capitão Marvel se tornar herói, temos até uma afinidade com a raça Kree, não a vendo como vilões totalmente. Já com os Skrulls não, são todos vilões e ponto final.

Neste sentido, no filme, isso se perde, e em vez de heróis, os transformando em vítimas, além de nos simpatizar com eles, nos mostram que os Krees são piores que conhecíamos nos quadrinhos. Ao mesmo tempo, nos dá uma gama de possibilidades para uma saga Invasão Secreta no MCU.

Rainha Skrull. Na invasão, ela se desfaçou de Mulher-Aranha

Então, no MCU, a invasão poderia não ser tão abrangente e também uma invasão não tão bem aceita por todos os Skrulls. Um líder que tivesse ideias radicais, mas muito carismático, convenceria a mair parte da população que a invasão seria o único modo de sobrevivência, pois os humanos jamais os aceitariam. Que os humanos são como os Krees, só querem sua destruição. Ou mesmo, que embora a população Skrull não tenha muita voz, se for um império totalitário. Pois, em qualquer sociedade, a maior parte da população não é formada de soldados. A maioria deve ter uma ocupação diferente, deve haver médicos, camponeses, cientistas, ect. Então seria uma invasão somente porque a Rainha Skrull assim o quisesse. A raça não teria culpa pelos atos dos seus governantes.

Eles podem ir se infiltrando até chegar ao poder, alguns chegando a Casa Branca e outros países poderosos. Um perigo real. Infiltrados no poder público e em empresas bélicas, tecnológicas e etc, iam preparando o terreno, mas com o avanço dos Vingadores, perceberam que tinham que esperar, e foram se infiltrando também na comunidade super-heroica.

Aí, herois poderiam ser substituídos, embora não haja tantos assim no MCU ainda para isso. Mas também poderiam substituir entes queridos e estes poderiam influenciar os heróis. Isso não seria exatamente como as cenas pós-créditos, mas iam acontecendo durante os filmes, dando pistas para o expectador, que não saberia se o personagem é ou não é um Skrull. Mas também abre um leque de possibilidades, como uma facção de Skrulls que tenta avisar os heróis e ajudá-los a derrotar os invasores compatriotas, porque viveram na Terra em paz e não querem vê-las transformada em algo que podem acabar com essa paz.

Capitão Marvel foi a inspiração para Carol se tornar heroína e mudar de Miss Marvel para Capitã Marvel

Até mesmo em algum filme pudesse estrear o Super-Skrull, que se for atualizado, em vez de ter o poder dos membros do Quarteto, poderia copiar o poder de qualquer super-herói. Seria uma verdadeira ameaça para qualquer Vingador.

Ao mesmo tempo, veríamos a tensão entre os heróis crescer até um embate, pois a paranoia ia tomar conta até deles, ainda mais se os Skrulls acabassem causando alguma tragédia que abalaria os super-heróis. E ainda fazendo a opinião pública desconfiar dos Vingadores. O confronto final poderia mostrar os Vingadores e heróis enfrentando os Skrulls, com a ajuda dos Skrulls “bonzinhos”, até mesmo estes perdendo muitas vidas na batalha.

K’lrt é um valoroso soldado Skrull que conseguiu os poderes do Quarteto Fantástico. É o único Skrull que tem poderes, o resto de sua raça só pode mudar de forma.

Essa saga poderia ser feita juntamente com uma possível saga de Galactus, sendo mais contido até a grande batalha. Não seria a saga principal, pois uma invasão extraterrestre já foi feita no primeiro filme dos Vingadores e as comparações seriam inevitáveis. Mas seria uma dinâmica muito interessante, pois iria injetar problemas que teriam repercussão no MCU, algo do sentimento da cisão do Capitão e do Homem de Ferro, que mudasse o rumo da MCU em um caminho diferente.

A Capirtã Marvel poderia ter um papel importante em Invasão Secreta do MCU

O filme da Capitã Marvel foi importante, pois além de abrir caminho para a saga Invasão Secreta, ainda acrescentou camadas a raça Skrull nunca feita antes. Abriu um leque de possibilidades que, com certeza, a Marvel seria bem sucedida em produzir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.