A saga da Fênix Negra foi um marco na indústria das histórias em quadrinhos e se tornou a maior aventura dos X-Men nesta mídia. Fazer uma adaptação de algo assim, é e sempre será um esforço hercúleo e desgastante. Kinberg escreveu a primeira tentativa em X-Men: O Confronto, mas a saga foi espremida em uma sub-trama, algo que aborreceu e muito os fãs. E treze anos depois, ele tenta novamente, dessa vez sendo a história principal. A personagem e sua história merecia mesmo um filme só para ela. Mas infelizmente Kinberg falhou de novo.

Fênix tinha um enorme poder, mas nada demais foi mostrado

Fênix Negra é um filme melhor que o último, X-Men Apocalipse, mas isso não significa muito. É um filme arrastado, onde a história faz uma enorme força para se fazer funcionar, mas a única coisa que consegue é fazermos perceber que tudo parece forçado. A briga entre os personagens principais que deveria ser um ponto de drama é desinteressante, pois o roteiro bebe na mesma fonte do problema de Xavier fazer algumas coisas questionáveis para manter Jean e os outros seguros. Na verdade parece idiota todos virem ele como vilão se claramente ele tinha que impedir da garota matar todo mundo, visto que era um perigo para ela mesma e todos em volta.

Sophie Turner e Jessica Chastain: Ambas estão querem saber o que a loura estava fazendo neste filme.

O filme parece não saber se decidir qual caminho tomar. A saga de Fênix era sobre o poder corrompendo, com a ajuda do Mestre Mental uma Jean Gray cada vez mais poderosa e menos consciente de sua personalidade. Aqui a energia a domina e no mesmo dia ela já causa destruição, foge e não se sabe o que ela quer e para onde vai. Tudo bem que diferente de uma série de HQ, onde se tem tempo para trabalhar esses detalhes, mesmo assim, no filme tudo é jogado sem muita explicação ou mesmo sem muito critério.

Mistica muito mal aproveitada. Cara de quem está nessa por obrigação

E mais uma vez o impacto é perdido graças ao pessoal de marketing. Logo nos trailers, a morte (não vou dizer se você não viu os trailers) da personagem pela mãos de Jean faz todos quererem matá-la, mesmo seus amigos, e olha que eles estão juntos a uma década. A coerência realmente ficou meio de lado neste filme. Logo no início, os X-Men são ovacionados pelo público e o Professor Xavier tem uma linha direta com o Presidente dos EUA. Mas bastou Jean virar Fênix Negra, destruir uns 4 carros da polícia e os mutantes já estão novamente na lista para abate em massa.

McAvoy faz seu melhor, se salva do resto do filme, mas não consegue salvar o próprio filme

Além de não haver qualquer explicação sobre a energia que a transforma em Fênix, os vilões são outra coisa na história que não tem muita explicação. Na verdade eles só estão lá para baixar o cacete nos heróis, por isso sua história, quem são ou o que realmente querem são muito superficiais. O que eles querem é a única coisa que foi explicada e em uma frase, querem destruir o mundo. Deve ser muito chato ser vilão, só querem isso.

Saudade dos atores do primeiro filme dos X-Men

Na verdade, parece que todos estão no piloto automático, ninguém brilha em seus papéis. Os X-Men que tinham versões adultas que estavam no primeiro filme, agora são personagens sem inspiração e descartáveis. Que saudade de Hally Berry, Alan Cumming e James Marsden. Os atuais estão, pelo jeito meio que cumprindo tabela. Somente James McAvoy e Michael Fassbender conseguem apresentar uma interpretação digna, mesmo que o roteiro não ajude.

Coerência não é muito o forte do roteiro, pois o Fera em um segundo passa para o lado do Magneto e que até matar.

X-Men: Fênix Negra encerra de maneira melancólica uma cinessérie que moldou os filmes de super-heróis nos últimos vinte anos. A série teve uma queda com o Confronto Final, mas se reergueu e muto bem com X-Men: Primeira Classe, mas teve um tropeção bem feio com o péssimo X-Men Apocalipse e embora esse filme seja melhor, não seria suficiente para continuar a série desse jeito. Agora mesmo que a Disney se tornou dona dos direitos e os X-Men irá para a Marvel, o caixão da série está fechado. Não veremos os X-Men tão cedo, Kevin Feige já disse que o plano da Marvel está fechado pelos próximos cinco anos. É um bom tempo para apagarmos da mente esse último fiasco e esperar ansiosos um filme que realmente seja o filme dos X-Men, pois, mesmo Bryan Singer tendo feito um trabalho muito bom com os mutantes, eles eram mais produtos de cinema que adaptações dos quadrinhos da Marvel. Agora que os mutantes estão em casa, é certo dizer que os verdadeiros X-Men vão chegar. Uma pequena pausa fará bem para os heróis.

Anúncios

1 comentário »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.