A vinte anos um filme chegou ao cinema sem fazer barulho. Mas enquanto ele começava sua carreira de exibição, algo começou a acontecer. Primeiro um burburinho, e olha que era uma época que a internet ainda era um luxo, e chegou um ponto que virou uma trovão. E mudou o cinema, criando um revolução que só teve paralelo muito tempo atrás, em uma galáxia muito distante, mas precisamente em 25 de maio de 1977, quando Star Wars mudou o cinema, transformando-o no que conhecemos. Esse novo filme se chama Matrix, que estreou em março de 1999 nos EUA e maio no Brasil.

Roupas de couro estilosas e óculos escura são a marca registrada de Matrix

Matrix tem alguns paralelos, com Star Wars. Um deles é que os idealizadores tiveram muitos problemas para conseguir produzi-los. Os irmãos Andy e Larry Wachowski (hoje Lilly e Lana respectivamente), quando já estavam produzindo para a Warner, receberam apenas 10 milhões de dólares para fazer o filme. Então, em vez de reduzir o escopo do longa, pegaram esse dinheiro e fizeram 10 minutos somente. Após mostrar para os executivos, que ficaram impressionados, foi liberado o restante do dinheiro, mais US$ 60 milhões.

Mas a Warner, embora tenha investido, era receosa sobre o sucesso e não se preparou para o que iria vir. Matrix estreou como qualquer filme, sem nenhum hype, mas durante sua carreira, o boca a boca fez o filme ser um sucesso absoluto, sendo o filme mais lucrativo da Warner, com mais de 460 milhões de dólares mundialmente, mesmo que anos depois Harry Potter tenha ultrapassado esse valor. O sucesso fez que a Warner tivesse que correr atrás para licenciar a marca, com imagens em cadernos, lancheiras, etc.

Cenas de ação são inebriantes

O filme não foi um sucesso descartável. Entrou para a história do cinema, fazendo parte do seleto grupo de filmes influentes como Star Wars e Blade Runner. Matrix é um amálgama de referências, como quadrinhos, mangá, videogame, filosofia, religião, além de utilizar estética cyberpunk, entre outros. As referências foram um verdadeiro jogo para os expectadores, que começava nos nomes. Neo, que significa único, o “escolhido”, Morpheus, o deus dos sonhos na mitologia grega e Trinity, nome que fazia referência a santíssima trindade. O caldeirão de criatividade encantou os expectadores e mesmo tudo isso não seria suficiente sem também ter ação espetacular. Matrix trabalha perfeitamente toda sua história, dando, durante a projeção, cenas de ação cheias de efeitos especias, que trabalham em prol do filme, nunca o contrário. Utilizando basicamente o Kung Fu como principal forma de luta, saltam aos olhos as coreografias, verdadeiras danças mortais dos rebeldes contra os agentes da Matrix.

A realidade pode ser só uma ilusão

Os efeitos foram um show a parte, principalmente o que ficou conhecido como bullet-time, que foi criado especialmente para o filme. Nada ficou em segundo plano nesta produção, deram a mesma importância tanto a história quando aos efeitos visuais, estética da produção e vestuários. Se o filme já nos prendia com sua história e visual, imagina quando o terceiro ato começa. Neo finalmente agarra seu destino, se arma até os dentes e vai até o QG dos agentes para resgatar Morpheus. De lá até o fim do filme, foi uma montanha-russa de emoções que levava o expectador a perder o fôlego em cenas coreografadas impecavelmente e com efeitos especiais revolucionários. Não era possível sair do cinema impassível.

Matrix mudou o cinema, como Star Wars o fez a 22 anos antes. A influência foi automática, com filmes e jogos de videogames durante anos utilizando o bullet-time, a estética sendo usado a exaustam, como no filme X-Men que trocou as fantasias coloridas para roupas de couro preto, e mais influências que o cinema e TV utilizaram por anos a fio. Mas durante estes anos, Matrix foi um fenômeno inigualável, que escreveu seu nome na história do entretenimento.

Bullet-time: efeito revolucionário

A realidade não é como vemos, mas como a questionamos. Será que estamos dentro da Matrix? Escolha qual pílula você quer e “veja um mundo sem regras ou controles, sem fronteiras ou cercas. Um mundo onde tudo é possível. Para onde vamos é uma escolha que deixo para você”, afirma o protagonista da saga.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.