O artigo contém spoilers do número 193, se não quiser acabar com as surpresas, não continue.

Robert Kirkman, assim como George R. R. Martin, autor dos livros de Game of Thrones, nunca teve problemas em matar seus personagens. Kirkman, por outro lado, sempre nos mostrou que Rick Grimes era o protagonista e já tinha dito que em algum momento ele iria morrer. Os fãs sempre tiveram a esperança que pudesse demorar mais, mas com a morte de Rick no número 192, a comoção dos fãs foi bem grande. Enquanto muitos achavam que a série fosse ter uma nova direção, pois a morte de Rick abria espaço para Carl e Michonne tomaram o protagonismo da série, Kirkman, avisa que a série terminaria. Todos foram pegos de surpresa.

A série vinha mantendo um padrão, embora ainda conseguisse ter qualidade, estava prendendo a série ao mais do mesmo. Mas com a morte de Rick, as possibilidades eram enormes e os fãs estavam ansiosos por novidades. Mas com a surpresa do fim da série, Kirkman acabou provando que a história de Walking Dead não era sobre os mortos-vivos, nem sobre a raça humana ou um épico geracional que os fãs teorizavam nas redes. Era sobre Rick Grimes, um xerife honesto e bondoso que durante sua jornada chegou a ser sombrio e cínico, além de ter cometido coisas horríveis e detestáveis para poder sobreviver. Ele perdeu a esposa Lori para seu melhor amigo Shane, depois a perdeu novamente, junto com sua filha bebê no ataque do Governador, se separou de amigos queridos, além de muitos terem sido mortos durante sua jornada, perdeu sua mão e não mediu escrúpulos e sacrifícios para manter seu filho, Carl a salvo.

Rick Grimes é assassinado em The Walking Dead # 192

Rick foi ao inferno e voltou. Enfrentou os mortos-vivos, os humanos sobreviventes. Mas ele foi quem levou a humanidade, pelo menos quem o rodeava, para um futuro melhor. Graças a ele, as pessoas fincaram um lar no meio de um mundo dominado por zumbis (a palavra nunca foi usada na série). Rick que ditou tudo que se passava, deste como as pessoas tinham que viver e como a maioria tinha que morrer. Ele não era divino, nem um ditador, simplesmente, por seu caráter e liderança, todos os seguiam, pois era impossível não vê-lo como um salvador. A história de Walking Dead começou com ele nunca cama de hospital, então era a partir de sua perspectiva que víamos o mundo que surgiu. Era natural acabar a série com sua morte, mesmo que não a aceitando. Rick não era um deus infalível, era um homem e como qualquer um, ele era falho, mas, ao mesmo tempo, tinha o melhor das pessoas.

Carl Grimes, uma década depois

Agora com o número 193 terminando a série, termina por mostrar que todo o sacrifício de Rick valeu a pena. A história se passa aproximadamente uma década após a morte de Rick Grimes e mostra Carl, seu filho, trabalhando como mensageiro e aparentemente pobre, e quando vê um caminhante (como é chamado os mortos-vivos na série) perdido, ele descobre ser parte do show itinerante de propriedade do agora adulto Hershel Greene. Neste tempo, os caminhantes são tão raros na chamada Zona Segura, que as pessoas pagam para vê-los.

Após um confronto com Hershel e a lei, Carl decide matar toda a caravana. Imediatamente após, ele continua sua entrega, encontrando-se com Lydia. Os dois observam um enorme bando de pássaros sobrevoando, e Carl revelar que a quantidade foi quase recuperada aos da pré-colonização.

O mundo ficou menos perigoso graças ao Rick

Mas revelações são feitas, como Carl e Lydia, em seguida, pegando um trem para o que é chamado de “Frente Ocidental”, mostrando o quanto as fronteiras da Zona Segura cresceram. Eles se encontram com Eugene, que revela que sua ferrovia logo se conectará com a da “Aliança Ocidental”, um grupo não explicado que também  parece ter se recuperado do apocalipse.

Carl cresceu sem o pai, mas nunca o esqueceu

Carl retorna à cidade, onde é preso e levado a julgamento a Comunidade. No entanto, Michonne, agora uma juiza e usando seu nome de casada de Hawthorne, preside seu caso. Carl faz o argumento de que os caminhantes ainda devem ser exterminados, alertando as pessoas de que elas precisam manter o novo mundo que construíram, superando os perigos do passado.

Michonne se tornou a juíza suprema na Comunidade

Michonne cita as palavras na base da estátua de Rick, “em um mundo governado pelos mortos, somos obrigados a finalmente começar a viver” (que serviu como uma espécie de declaração de tese para a série), Michonne expressa sua opinião, reconhecidamente controversa, de que “As Provações em que vivemos … nos deram um mundo melhor do que o que tivemos antes. Os mortos nos fizeram viver”. Ela descreve o novo mundo como “mais quieto, mais simples, mais justo … mais justo … e mais feliz”. Michonne, em seguida, proíbe a posse de caminhantes em toda a Comunidade, explicando que a prática desonra o que aconteceu.

Carl e sua filha, Andrea. Final mostra que o mundo tem esperança

Depois disso, Carl volta para casa e lê para Andrea a história de seu avô, que assumiu uma espécie de qualidade messiânica para o povo da Comunidade. Há muitas dicas em The Walking Dead nº 193 de que ainda existem muitas áreas problemáticas em todo o mundo, mas a humanidade está em ascensão, depois de quase ter sido extinta. Eles têm sorvete novamente. O monólogo de encerramento de Carl revela a história de The Walking Dead como sendo de compaixão, tenacidade e comunidade, que levarão a um mundo melhor.

Embora os fãs tenham sido pegos de surpresa com o final da série nesse número e é verdade que uma segunda série inteira poderia ter sido focada na jornada que levou Carl e os outros sobreviventes até este ponto, mas essa conclusão permite que a série saia em uma nota de esperança.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.