A Marvel fechava a sua Fase 2 com muito sucesso e totalmente calçada na realidade. Tudo até o fim dessa fase foi sobre tecnologia, até mesmo Thor de 2011 diz que a magia que as pessoas pensam que ele usa é ciência asgardiana. Com Guardiões da Galáxia de 2014, a Marvel adentrou mais ainda este mundo e lançou o MCU ao nível cósmico.

Só que a Marvel ainda não tinha testado a disposição do público para o impossível até a estreia da adaptação de Doutor Estranho. O Mestre das Artes Místicas da Marvel foi criado por Steve Dikto e Stan Lee totalmente calçado no sobrenatural e reino místico, era uma ponto de virada no MCU, que foi originalmente focada em ciência e tecnologia. Essa era uma mudança radical que a Marvel estava disposta a fazer.

Stephen Strange em um momento de aprendizado com a Anciã ( Tilda Swinton)

Assim como outros personagem da Marvel, o filme do Doutor Estranho é anterior a criação da Marvel Studios. Bob Gale, de De Volta Para o Futuro foi responsável pelo primeiro roteiro de um filme para o Doutor em meados da década de 80. Mas em 1989 outro roteiro foi escrito por Alex Cox, com a ajuda de Stan Lee, mas este roteiro foi abandonado por causa da política do estúdio. Em 1992 o diretor Wes Craven, após terminar As Criaturas Atrás das Paredes, assinou com a Savoy Pictures para escrever e dirigir o filme do Doutor Estranho, mas essa versão acabou abandonada para dar lugar a adaptação de David S. Goyer (Batman Begins), que ficou em desenvolvimento por muito tempo, onde ele iria dirigir Doutor Estranho em 2001, mas abandonou o projeto em 2002.

A Marvel Studios então decidiu seguir em frente com suas próprias adaptações, e aí a Paramount Pictures acabou adquirindo os direitos de Doutro Estranho da Miramax. Com isso, vários relatos davam que Guilherme Del Toro e Neil Gaiman estavam no projeto para o filme. Mas tarde, Del Toro disse que foi apenas uma conversa entre amigos em fazer o filme sobre o Doutor Estranho, que nunca tiveram conversas com a Marvel neste sentido.

De cirurgião arrogante para um principiante em artes místicas

Então a Marvel começou a procurar um diretor para seu vindouro filme. Jonathan Levine e Mark Andrews, este último dirigiu Valente da Pixar, encabeçaram a lista, mas foi diretor de filmes de terror Scott Derrickson que acabou contratado em junho de 2014. Derrickson tinha terminado de sair do sucesso do seu filme A Entidade, um filme de terro de baixo orçamento, e acabava de terminar seu novo filme, Livrai-nos do Mal. Mas para conseguir o emprego, o diretor teve que gastar seu próprio dinheiro para criar um animatic (que é um storyboard móvel) de um set original que a Marvel acabou comprando e colocando no filme.

Contratado, Derrickson queria escrever o roteiro, com a ajuda de seu co-roteirista de A Entidade, C. Robert Cagill, mas a Marvel tinha um cronograma apertado e achou que o diretor não teria tempo de escrever e dirigir o filme, já que ele nunca tinha feito um filme desta proporção. Então Jon Spaihts (Passageiros) foi contratado pela Marvel enquanto Derrickson preparava o filme.

O vilão Kaecilius interpretado por Mads Mikkelsen.

Deste o início o ator ideal para o papel, tanto para Derrickson quanto para a Marvel, era Benedict Cumberbatch. O ator foi contatado logo no início da produção, mas teve que recusar por motivo de agenda, pois estava filmando a série Sherlock, além de participação na peça Hamlet, em Londres. Como a produção de Doutor Estranho precisava começar em 2015, e como não parecia que poderiam contar com Cumberbatch, a Marvel e Derrickson começaram a procurar outros atores, entre eles Tom Hardy , Ryan Gosling e Jared Leto e em julho de 2014, após a Comic Con, a Marvel começou as negociações com Joaquim Phoenix para o papel-título. As negociações avançaram, com Phoenix dado como certo de fechar o acordo, até que abruptamente ele abandou o projeto no início de outubro. Phoenix mais tarde disse que saiu pois não estava satisfeito com o compromisso de longa data que teria que cumprir. Para ele, era algo desconfortável ter que se prender a um projeto por tanto tempo.

A Marvel, então, voltou a procurar o astro principal do filme, com Leto tentando o papel logo após a saída de Phoenix. Ethan Hawke, Jake Gyllenhaal, Ewan McGregor e Matthew McConaughey foram nomes que foram adicionados a lista, mas a Marvel acabou conseguindo trazer para o filme sua primeira escolha.

Benedict Cumberbatch foi a primeira escolha para interpretar Doutor Estranho

Em 27 de outubro de 2014 foi anunciado que Benedict Cumberbatch tinha voltado novamente para as negociações com a Marvel e que estava praticamente fechando para ser o Doutor Estranho. Então, em dezembro sua escalação foi oficialmente anunciada. A Marvel se voltou novamente a Cumberbatch quando Phoenix saiu e o quando o ator se mostrou interessado, o estúdio concordou em adiar o cronograma da produção para que o ator pudesse terminar seus outros compromissos.

Com isso as filmagens foram adiadas para de julho para novembro de 2016 e Derrickson estava livre para trabalhar o roteiro e teve autorização da Marvel para trazer Cargill para trabalhar o roteiro. Spaihts voltou mais tarde para trabalhar no roteiro também e até o criador de Ricky e Morty, Dam Harmom foi chamado para ser consultor. Kevin Feige disse que era fãs de Ricky e Morty, além do humor, seu trabalho em ficção científica era o que a Marvel queria, com ele dando suporte nesta parte.

Tendo já garantido Cumberbatch, a Marvel conseguiu juntar o elenco mais prestigiado de toda a MCU, com Tilda Swinton, Rachel McAdams, Chiwetel Ejiofor, Michael Stuhlbarg e Mads Mikkelsen como o vilão Kaecilius. As filmagens começaram no Nepal, em novembro de 2015, depois passaram para o Reino Unido.

Doutor Estranho teve o elenco mais prestigiado da MCU até aquele momento

Agora há spoiler do final do filme, se você ainda não viu.

O filme termina com Strange enfrentando o vilão Dormammu, no qual o mago o prende em um loop temporal, onde o herói morre infinitas vezes para derrotá-lo, até o demônio da outra dimensão se render. Spaihts explicou que esta cena já era um indicio que Kevin Feige já estava pensando em usar a viagem no tempo em Vingadores: Ultimato.

Em 4 de novembro de 2016, Doutor Estranho estreia nos cinemas com US$ 85,1 milhões em seu primeiro fim de semana, uma arrecadação maior que Homem-Formiga, Thor ou Capitão América: O Primeiro Vingador, mas logicamente não superior as suas sequências. Com uma arrecadação total de US$ 677,7 milhões, mas do que garantir mais uma boa bilheteria para o estúdio, foi a introdução efetiva das ideias de magia, além da viagem no tempo e o conceito do multiverso no MCU, foi o verdadeiro triunfo do filme.

Rachel McAdams como o interesse amoroso de Estranho

O filme também foi eficaz em introduzir um novo herói para a liderança da MCU, alguém que poderá preencher o vazio deixado pelo famoso herói da Fase 1.

Bem antes da chegada de Vingadores: Ultimato, uma sequência dos desajustados mais queridos do espaço estava chegando e surpreendendo o público com seu conteúdo e narrativa diferente. No próximo artigo iremos falar sobre a produção de Guardiões da Galáxia Vol 2, de James Gunn.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.