O icônico traje do Homem-Aranha, o azul e vermelho, vez ou outra é substituído por algum tempo. Mas a primeira vez que houve a mudança de traje foi em Guerras Secretas. Neste maxi-série, de 1984, a entidade onipotente Beyonder sequestra e envia os heróis e vilões da Terra para um mundo criado por ele para lutarem entre si. Numa das batalhas, o Homem-Aranha tem seu traje bem danificado e então, sem agulha ou linha, usa uma máquina que acredita que cria roupas e então, uma bola negra aparece. Antes que pudesse fazer qualquer coisa, a bola envolve seu corpo e agora ele tinha um traje negro com uma aranha branca no peito e obedecia seus comando mentais, se tornando qualquer vestimenta, além de ter seu próprio fluído de teia. Mas tarde, a traje se mostraria ser um simbionte e se tornaria Venom. E tornou o traje tão icônico quanto o original.

O que não é muito conhecido, é a história por trás da criação de traje negro. O conceito original do traje preto foi submetido por um fã chamado Randy Schueller em 1982, após a Marvel ter uma competição para obter novas idéias para o Universo Marvel. Depois de vencer o concurso, Randy teve a oportunidade de desenvolver a história por trás do novo traje do Homem-Aranha … antes que a Marvel assumisse o controle criativo, desenvolvendo o traje alienígena e o passado que todos conhecemos hoje. Felizmente, o design e a história originais foram finalmente trazidos à vida pelo escritor Peter David e pelo artista Rick Leonardi para o Sensational Spider-Man: Self-Improvement .

Depois de lutar contra um ataque de Firebrand, o Homem-Aranha e seu traje estão gravemente queimados. O Tocha Humana vem para o resgate, levando um inconsciente Aranha ao laboratório do edifício Baxter para ser curado pelo Sr. Fantástico. Mas Reed Richards não apenas o cura, ele também lhe dá um novo traje (tomando algumas liberdades criativas com o design). Usando o design original desenvolvido por Schueller como inspiração, o novo fato é preto com detalhes em vermelho, dando ao Aranha um novo tipo de visual Venom.

Usando as mesmas moléculas instáveis ​​com as quais os trajes do Quarteto Fantástico são feitos, Reed presenteia o Homem-Aranha com o novo traje permitindo que ele mudasse de forma, com seus atiradores de teia embutidos na roupa (todos ciberneticamente ligados ao cérebro de Peter). No final da história, Peter retorna para o Sr. Fantástico citando as falhas nos disparadores de teia cibernéticos, ao contrário de sua versão testada e verdadeira. Mas o mais importante, Peter teme pelos problemas de relações públicas que resultariam se ele continuasse a andar pela cidade de Nova York com um traje todo preto – parecendo mais com os malvados vilões que ele persegue do que um Vingador.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.