Uma obra, quando transportada para outra mídia ( um livro para o cinema, um filme que vire livro, uma HQ para as telas, etc) sempre acaba sofrendo uma mudança. É por isso que se chama adaptação. É necessário, visto o que funciona em uma mídia, pode não funcionar em outra.

E é nesse contexto que a showrunner de The Withcer da Netflix, Lauren Schmidt Hissrich, sugere que haverá uma mudança na estrutura da série da Netflix em comparação com os romances ao qual a série se baseia. 

“Os livros de Andrzej Sapkowski sempre estarão lá. Os jogos também. Portanto, este programa é a terceira versão desta história. O objetivo, para mim, era recriar a alma dos livros, recriar esses personagens pelos quais me apaixonei, colocando-os em uma nova estrutura coerente, construir uma história que faça sentido. Criar um trabalho que traga algo mais …”

A abordagem é a mais correta, visto que a adaptação deve ter a alma do original, mas não exatamente o mesmo corpo. Até mesmo para dar uma aura de novidade, pois apenas copiar um livro, uma HQ, um game, etc, não apresentará nada de novo. Pelo menos, é minha opinião.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.