A Marvel Studios, que começou em 2008 com o ótimo Homem de Ferro, chegando em 2019 tardiamente estreando seu primeiro filme protagonizada por uma super-heroína (perdeu a oportunidade de ser o primeiro filme de super-heroína do cinema para a DC, que em 2017 lançou Mulher-Maravilha). Enquanto a Marvel Studios ia crescendo, os fãs iam clamando por filmes diferentes, que começaram a chegar ao poucos, mas mesmo que os filmes fossem cada vez mais distintos, eram todos protagonizados por homens brancos, até finalmente Pantera Negra estrear e ser um sucesso de mais de US$ 1,3 bilhões em bilheterias. Embora a Viúva Negra seja a primeira super-heroína do MCU a estrear, ela nunca teve um filme antes (embora esteja em produção agora, para estrear em 2020) e não havia muito no horizonte para um filme protagonizado por mulheres.

Então, finalmente em 2019, o 21º filme da Marvel Studios chega sendo da Capitão Marvel, que foi uma sucesso de mais de US$ 1 bilhão em bilheterias e ainda assim pode pavimentar o caminho para o futuro do MCU pós- Vingadores: Ultimato. Vamos ver como o primeiro filme de uma super-heroína da Marvel foi feito.

Demorou mais de uma década para a Marvel fazer um filme da Capitã Marvel, mesmo que o estúdio já estive considerando trazê-la para a tela grande. Já havia um roteiro, vindo do programa de roteiristas da Marvel, que existia nos primórdios da Marvel Studios. Ele fazia parte da leva de projetos de longa gestação, como Blade e Nick Fury, que nunca foram feitos. E Joss Whedon tentou até introduzi-la em Vingadores: A Era de Ultron, o que foi impedido por Feige, que queria apresentar a personagem em um filme de origem, antes de já mostra-la formada.

O filme da Capitã Marvel já estava publicamente sendo promovido entre 2013 e 2014, impulsionado pelo que estava acontecendo na Warner Bros, que estava desenvolvendo a Mulher Maravilha. Acabou que a DC venceu a corrida contra a Marvel em lançar uma super-heroína em um filme solo. E a Mulher Maravilha, interpretada por Gal Gadot estreou em Batman Vs Superman antes de seu filme solo, que foi um fenômeno global, recebendo elogios da crítica e impressionantes bilheterias

O fato da DC ter chegado lá antes da Marvel levou muitos a perguntar à Marvel Studios por que, com tantos filmes, eles ainda tinham que apresentar um filme liderado por mulheres. Então em outubro de 2014 o presidente da Marvel Studio, Kevin Feige anunciou que o filme da Capitã Marvel seria lançado em 6 de julho de 2018 nos cinemas, como parte da Fase 3 do MCU. O atraso na apresentação da personagem, segundo Feige, se deu pelo motivo que a Marvel ainda estava descobrindo como ela iria se encaixar no MCU, devido à natureza cósmica de seus poderes.

Marvel Studios’ CAPTAIN MARVEL..L to R: Captain Marvel (Brie Larson) and Nick Fury (Samuel L. Jackson) ..Photo: Film Frame..©Marvel Studios 2019

O anúncio foi feito apenas dois meses depois que Guardiões da Galáxia chegou ao cinema e foi um enorme sucesso mundial, que serviu como apresentação do “Universo Cósmico da Marvel” para o público em geral e o sucesso provou que o público seguira os filmes das Marvel mais estranhos que fossem, sendo bem feitos. O anúncio também veio antes do Homem-Aranha entrar no MCU, o que explica por que essa data de lançamento foi adiada para dar espaço a Peter Parker – de fato, em fevereiro de 2015, a Marvel mudou Capitã Marvel para novembro de 2018 e, em outubro de 2015, eles lançaram o filme para a data de 8 de março de 2019.

Em abril de 2015 o filme conseguiu sua equipe criativa, com as roteiristas Meg LeFauve e Nicole Perlman (Guardiões da Galáxia) se unindo para fazer o roteiro. Inicialmente, LeFauve e Perlman estavam trabalhando nos roteiros separadamente, mas a Marvel gostou tanto de ambos, que decidiu unir as duas como uma equipe de roteiristas. A Marvel estava mirando diretoras para montar a equipe para a Capitã Marvel e chegou a se aproximar de Selma Ava DuVernay, que preferiu o filme do Pantera Negra, mas acabou recusando a oferta.

Enquanto o desenvolvimento ocorria, a Marvel Studios começou a planejar Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores Ultimato e precisavam logo escalar sua Carol Danvers. Em junho de 2016 o nome de Brie Larson era o favorito para o papel e na San Diego Comic Com no mês seguinte, Larson subiu no palco para confirmar que seria a super-heroína do MCU. Larson tinha acabado de ganhar o Oscar de melhor atriz por o Quarto de Jack e recebeu o papel de imediato, ao mesmo tempo que oferecia o papel de Pantera Negra para Chadwick Boseman. Não houve audições ou disputas para estes papeis. A Marvel sabiam exatamente quem eles queriam.

Mesmo assim, Larson não estava 100% certa se aceitaria o papel. Ela demorou para responder, pois queria pensar se realmente valeria a pena.

Ao mesmo tempo que Larson e a Marvel conversavam sobre seu acordo, a Marvel estava procurando um diretor para assumir o comando do filme e vários nomes foram sendo considerados, mas Feige explicou que era importante que fosse uma mulher no comando de Capitã Marvel.

A busca pelo diretor acabou demorando mais do que o previsto, pois Feige explicou que eles estavam esperando que mais histórias fossem definidas antes de tomar uma decisão. De fato, o roteiro teve um fluxo significativo durante esse período de desenvolvimento, pois todos os envolvidos estavam tentando encontrar a melhor maneira de apresentar a Capitã Marvel no MCU.

Feige queria ter anunciado um diretor no final do verão americano de 2016, mas somente em abril de 2017 que a Marvel anunciou Anna Boden e Ryan Fleck como os diretores do filme.

Boden e Fleck já haviam planejado dirigir outros filmes da Marvel, tendo se conhecido em Guardiões da Galáxia, então eles estavam familiarizados com os executivos da Marvel Studios, mesmo que seu trabalho fosse principalmente no gênero dramático. E esse foi o motivo que Feige os contratou, pois era para dar a personagem uma jornada singular.

Após a contratação de Boden e Fleck, finalmente a história do filme foi definida e Feige revelou na San Diego Comic-Con 2017 que o filme se passaria nos anos 90 com os Skrulls sendo os vilões e Samuel L. Jackson como a versão mais nova de Nick Fury, ao lado de Clark Gregg como a versão mais nova de Phil Coulson. Ambos estariam mais novos usando a tecnologia de efeitos visuais que Robert Downey Jr estava usando em Capitão América: Guerra Civil, só que em uma extensão muito maior.

 Em agosto de 2017, o roteiro ainda estava sendo escrito e Geneva Robertson-Dworet (Tomb Raider) assumiu como co-roteiristas quando LeFauve saiu para co-dirigir Gigantic da Disney Animation (que acabaria sendo cancelado).

Boden e Fleck procuraram inspiração nos filmes de ação dos anos 90, como O Exterminador do Futuro 2 e RoboCop e o elenco continuou a crescer com Jude Law interpretando Mar-Vell e Ben Mendelsohn interpretando o personagem principal dos Skrull, Talos.

Em 19 de março, em Los Angeles, as filmagens de Capitã Marvel começaram, onde a Marvel Studios também revelou que a equipe de roteiristas incluíam sete componentes, embora Boden e Fleck também se esforçaram para ganhar os créditos, mas Bem Smith, que fez reescritas no set, não foi creditado.

Há Spoiler abaixo, caso não tenha visto o filme.

A história do filme tomou um rumo inesperado, pois foi revelado que o personagem de Law, o Kree, não era Mar-Vell e sim o vilão do filme, Yon‑Rogg tendo treinado Carol Danvers e doutrinando-a para odiar o povo Skrull. Acontece que os Skrulls são apenas refugiados que procuram um lugar seguro para viverem, tornando a história do Capitão Marvel particularmente poderoso. O terceiro ato do filme mostra Carol se aliando ao personagem de Talos, recuperando completamente suas memórias de seu tempo na Terra e a verdadeira natureza violenta de Yon-Rogg.

O filme também apresenta elementos da história que podem ou não se tornar cruciais para futuros filmes da Marvel, mas que já tiveram sérias ramificações. Talos, por exemplo, retorna em Homem-Aranha: Longe de Casa, pois é revelado que Nick Fury realmente passou seu tempo após o fim do Ultimato em uma nave Skrull e Talos esteve na Terra em seu lugar. A guerra entre os Skrulls e os Kree é um momento importante na história da Marvel Comics, e é possível que a Capitã Marvel tenha implantado as sementes para que este seja um ponto importante da história na formação pós- Ultimato do MCU.

E em 8 de março de 2019 estreia Capitã Marvel nos cinemas, apenas dois meses antes de Vingadores: Ultimato. A proximidade com o filme dos Vingadores acabou não prejudicando a bilheteria de Capitã Marvel, na verdade até pode ter ajudado, visto que foi descoberto que uma das cenas pós-crédito faria a ligação do filme da Capitã Marvel com Vingadores Ultimato. Somente no fim de semana de estreia, o filme fez US$ 153,4 milhões e um total mundial de US$ 1,13 bilhão – superior aos filmes da Marvel de sucesso como Thor: Ragnarok, ambos os filmes dos Guardiões da e Doutor Estranho. Como um filme de estreia, foi uma bilheteria impressionante e evidencia que o público estava com fome de algo diferente.

Capitã Marvel é o marcador-chave no MCU, abrindo caminho para a saída do Homem de Ferro de Robert Downey Jr e do Capitão América de Chris Evans. A importância do filme é enorme, pois além de mostrar que a Capitã Marvel de Larson é uma super-heroína nova e popular, que pode liderar uma equipe de Vingadores, lança sementes para um novo arco cósmico no MCU. Como ela parte para o espaço após o seu filme e durante Ultimato ela desaparece para resolver problemas em outros planetas, isso prova que a Marvel tem muitas histórias para contar.

Mas se Capitã Marvel estabelecesse as bases para futuras histórias da Marvel, o próximo filme da Marvel marcaria a “conclusão” final do estúdio até o hoje, de histórias que levaram anos para serem reunidas. Na próxima semana, mergulharemos na produção épica do maior filme de todos os tempos: Vingadores: Ultimato.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.